PontoZurca

LATEST NEWS

Gente Estranha | Melech Mechaya em pré-venda iTunes

O novo disco “Gente Estranha” está já disponível para pré-venda no iTunes, com descarga imediata do single! O preço é especialíssimo, preparem-se: 4.99€!

O álbum conta com 15 temas de nomes estapafurdios e pândega garantida. Der Nayer Sher, klezmer tradicional que invoca a Alegria, a beleza de Deusa das Calças Amarelas, e o frenesim de Sr. Xispo. O single Gente Estranha com letra de Pedro da Silva Martins e voz de Jazzafari apresenta-nos a tia Bambolina e o seu sonho de dançar em cima das mesas nos casamentos, e o avô e o padre e os noivos rebolando de felicidade. Amélia Muge canta-nos a história de um Querubim Barbudo. Neste álbum Melech Mechaya revelam-nos finalmente a verdadeira Lenda do Homem Testa, dançando à velocidade de um espirro com Gesundheit (santinho).

Aqui o link!

Aline Frazão | Digressão Movimento Europa

Felizes por finalmente partilhar com todos as datas da primeira tour do ‘Movimento’. Vamos girar pela Bélgica, Noruega, Austria, Alemanha e Suíça durante os meses de março e abril. Avisem a família e os amigos espalhados por esses cantos da Europa.

Aline Frazão apresenta MOVIMENTO | Teatro São Luiz

“Se Aline Frazão, pelo seu trabalho e pelo seu percurso, prometia um óptimo espectáculo para a sua estreia no São Luiz, na noite de 31 de Janeiro, melhor cumpriu. Assente nos seus dois discos a solo, Movimento (o mais recente) e Clave Bantu (já mais rodado), o que a jovem cantora e compositora angolana apresentou em Lisboa foi um concerto soberbo, relevador do seu à-vontade nos palcos, da sua versatilidade e expressividade vocal e da notável veia criativa que preside às suas canções.

Aline teve a seu lado o trio com que habitualmente toca: Francesco Valente, contrabaixo e baixo eléctrico; Marcos Alves, bateria e percussão; Marco Pombinho, piano e Fender Rhodes mais um convidado, o guitarrista lisboeta João Pires (agora a viver, e a tocar, no Brasil), que ajudaram a explanar a paleta de timbres e cores que ela, também com eles, cria.”

in jornal Público

 


 


Os Idiotas | Digressão

Ficção ou realidade?

Nos últimos tempos, quantas vezes já deu consigo a perguntar onde acaba a realidade e começa a ficção?
Pois é. Segundo Os Idiotas essa fronteira não existe. Resultado? Tudo, mas mesmo tudo, pode acontecer. No mundo d’ Os Idiotas o facebook deixou de ser virtual e as pessoas, mesmo as “supostamente normais”, trocaram as gargalhadas por uma dúzia de LOLs.Longe vão os tempo em que os amigos bebiam um copo quando se juntavam. Agora levam armas e matam-se por dá cá aquela palha. Neste universo paralelo, há homens que afinal são mulheres que entretanto mudaram de sexo e jogos de computador que se instalaram na vida sem pedir autorização para fazer download.

Se no final desta comédia dectetar sintomas antes desconhecidos, não se preocupe. Esses sinais fazem parte do projecto de contaminação que Os Idiotas delinearam para o livrar desse semblante sério a que a rotina o condenou. Faça uma pausa…

Ver Os Idiotas é a melhor coisa que lhe pode acontecer.

Autor Idiots of Ants – Andrew Spiers, Elliott Tiney, Benjamin Wilson e James Wrighton

 Direcção Sónia Aragão e Ricardo Peres

Tradução Ana Sampaio

Cenário e Figurinos Marta Carreiras 

Música Alexandre Manaia

Desenho de Luz Paulo Sabino

Operação de Som Pedro Quaresma (PontoZurca)

 Interpretação Aldo Lima, José Pedro Gomes, Jorge Mourato e Ricardo Peres

Uma produção UAU

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa telf: 218807030 www.centroarbitragemlisboa.pt