PontoZurca

LATEST NEWS

MAPA MUNDI | Companhia Maior/Teatro do Vestido no CCB

Pequeno Auditório, Centro Cultural de Belém, Lisboa

9, 10 e 12 novembro 2018 | 21:00
11 novembro 2018 | 16:00

“Um texto original de Joana Craveiro, escrito para a Companhia Maior, a partir de memórias, impressões da realidade, e geografias várias físicas e emocionais dos seus integrantes. Constituindo-se como um mapa interior, este espetáculo pretende celebrar as vidas ricas e profundas dos artistas da companhia, bem como criando com eles uma geografia poética dos lugares todos que já habitaram, visitaram ou que gostariam de visitar, e revisitando ainda os seus livros preferidos, que os constituíram como pessoas e seres pensantes.”

Joana Craveiro texto e direção
Angelina Mateus, Carlos Fernandes, Carlos Nery, Catarina Rico, Cristina Gonçalves, Elisa Worm, Isabel Simões, João Silvestre, Jorge Leal Cardoso, Júlia Guerra, Kimberley Ribeiro, Manuela de Sousa Rama, Maria Emília Castanheira, Maria Helena Falé, Maria José Baião, Mário Figueiredo, Paula Bárcia (Companhia Maior) e
Estevão Antunes, Inês Rosado, Pedro Caeiro, Simon Frankel, Tânia Guerreiro (Teatro do Vestido)
 interpretação
BlackBambi (M̶i̶g̶u̶e̶l̶ Bonneville) música
João Cachulo desenho de luz
Tânia Guerreiro figurinos
Carla Martinez cenografia
Sérgio Milhano | PontoZurca Som
Bruno Simão fotografia
Marco Arantes registo de vídeo do espetáculo
Companhia Maior produção executiva
Cláudia Teixeira e Joana Cordeiro produtoras do Teatro do Vestido
Luís Moreira produtor da Companhia Maior
Parceiros Institucionais Câmara Municipal de Lisboa / Junta de Freguesia de Belém
Apoios El Corte Inglês | ESPAZO self-storage | Eficácia Livre | Turismo de Lisboa
Agradecimentos Armando Oliveira / Armazém Aério / Carlos Ramos / Centro Social de Belém / Rodrigo Francisco
Mapa Mundi tem a participação especial de alguns dos nossos Descendentes. A cada um deles, o nosso agradecimento.

A Companhia Maior em residência no Centro Cultural de Belém, é apoiada pela Câmara Municipal de Lisboa, no âmbito do RAAML.
O Teatro do Vestido é uma estrutura financiada pela República Portuguesa / Ministério da Cultura / Direção Geral das Artes. Joana Craveiro é artista residente do Teatro Viriato.

Coprodução | CCB | Companhia Maior | Teatro do Vestido

ALINE FRAZÃO apresenta DENTRO DA CHUVA

“Dentro da Chuva” é o nome do novo disco de Aline Frazão, com lançamento marcado para o dia 21 de Setembro.
O disco foi gravado no início do ano, ao sul do mundo, no Rio de Janeiro, uma cidade de significativas influências e cumplicidades musicais.
Aline Frazão é autora da maioria das canções e assina a produção musical.
É o quarto disco na carreira.

 

21. Set | Lançamento novo CD “Dentro da Chuva” + Showcase FNAC Chiado
09. Nov | Porto | Casa da Música
14. Nov | Coimbra | Convento São Francisco ( Misty Fest)
29. Nov | Lisboa | São Luiz Teatro Municipal

 


fotografia Fradique

FESTIVAL TODOS 2018 | Caminhada de Culturas

Criado em 2009, o TODOS-Caminhada de Culturas tem afirmado Lisboa como uma cidade empenhada no diálogo entre culturas, entre religiões e entre pessoas de diversas origens e gerações. O TODOS tem contribuído para a destruição de guetos territoriais associados à imigração, abrindo toda a cidade a todas as pessoas interessadas em nela viver e trabalhar.

TODOS em São Vicente, Lisboa 20, 21, 22 e 23 de Setembro

MÚSICA | TEATRO | DANÇA | NOVO CIRCO | FOTOGRAFIA

GRAFFITTI | CULINÁRIAS DO MUNDO

Programa

PROVISIONAL FIGURES | encenação de Marco Martins

Provisional Figures é a denominação dada, em estudos estatísticos, a todos os emigrantes com uma situação indefinida ou provisória presentemente a trabalhar no Reino Unido.

Culminando um processo de dois anos de investigação junto da comunidade portuguesa de Great Yarmouth, Provisional Figures propõe-nos uma reflexão sobre os problemas da identidade e da emigração num contexto urbano fortemente abalado pela crise económica e consequentes convulsões sociais.

Relativamente desconhecida em Portugal, esta emigração teve o seu auge nos anos da crise económica (2009-2014), tendo como destino as grandes fábricas de transformação alimentar (perús e galinhas) instaladas nesta zona do Norfolk inglês tradicionalmente fustigada pelo desemprego. Aproveitando a decadência desta vila costeira, outrora um destino balnear de eleição para os britânicos, as fábricas da região aproveitaram a capacidade de alojamento dos hotéis e campos de caravanas semiabandonados para aqui instalar os seus novos trabalhadores.

Trabalhando em Great Yarmouth com um grupo de nove habitantes de diversas nacionalidades, ao longo de vários meses, Marco Martins constrói um espectáculo baseado nos testemunhos individuais de quem vive de perto este período de incerteza e adaptação, explorando as contradições do comportamento humano e a natureza das relações entre os homens e os outros animais.

25 e 26 Maio | The Drill House, Great Yarmouth, UK Norfolk & Norwich Festival

15 e 16 Junho | Teatro Rivoli, Porto FITEI 2018

28 Junho a 4 Julho | Teatro Maria Matos, Lisboa

Encenação Marco Martins
Produzido por CCTAR – Centro de Criação para o Teatro e Artes de Rua
Intérpretes Ana Moreira (Portugal), Ivan Ammon (Eslovénia), Maria do Carmo Ferreira (Portugal), Pedro Cassimo (Moçambique), Peter Dewar (Inglaterra), Richard Raymond (Inglaterra), Robert Elliot (Inglaterra), Sérgio Cardoso de Pinho (Portugal), Victoria River (Inglaterra)
Conceito e Dramaturgia Marco Martins 
Uma ideia original de Renzo Barsotti
Pesquisa e Documentação Zé Pires
Workshops de Movimento e Teatro Nuno Lopes, Sara Carinhas, Romeu Runa e Victor Hugo Pontes
Assistente de Encenação Rita Quelhas 
Textos Gonçalo M. Tavares e Isabela Figueiredo
Pesquisa Fotográfica André Cepeda, Marco Martins e Sofia Bernardo
Desenho Gráfico Studio Pyramid
Tradução e Legendagem Tradioma, Gab. de Tradução e Interpretação, Lda.
Cenografia Fernando Ribeiro
Desenho de Luz Nuno Meira
Sonoplastia Sérgio Milhano 
Direcção de Produção Sofia Bernardo
Assistente de Produção Paula Coelho

HÁ MÚSICA NA CASA DA CERCA | Concertos ao Pôr do Sol

Há Música na Casa da Cerca é um programa de música desenvolvido pela Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea em parceria com a PontoZurca – editora e produtora discográfica. Realiza-se entre março e setembro em vários espaços da Casa, apresentando uma seleção musical eclética nos formatos – Concertos InvisíveisConcertos ao Pôr-do-Sol e Música nas Exposições.

Entrada Gratuita
Classificação etária: Para todos os públicos
Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea em Almada

CONCERTOS AO PÔR DO SOL
Realizam-se no Parque de Escultura da Casa da Cerca e convidam a disfrutar da bela vista sobre o Tejo acompanhada de música: uma playlist de um convidado; um concerto ao vivo.

26 Maio >> Budda Power Blues
30 Junho >> S. Pedro
28 Julho >> Ana Brandão, Carlos Bica, João Paulo Esteves da Silva e Filipe Bica
25 Agosto >> Kimi Djabaté
29 Setembro >> Tim Tim por Tim Tum

De Maio a Setembro, a partir das 19h até às 24h.

Foto (c) Patricia India Pascal // CARMEN SOUZA Concerto ao Pôr do Sol Agosto 2017

CIA OLGA RORIZ | estreia A Meio da Noite

“Uma homenagem a Ingmar Bergman. A 14 de julho de 1918 nascia Ingmar Bergman. Poucos realizadores conseguiram encontrar profundidade no interior do ser humano. Os seus sonhos cheios de pesadelos foram a base inspiradora de muitos dos seus filmes, nos quais espaço e tempo se desvanecem do real. A impossibilidade de comunicação, a religião e a morte são as temáticas mais obsessivas de Bergman. A meio da noite, sendo um espetáculo que se propõe abordar a temática existencialista do encenador e cineasta Ingmar Bergman, é simultaneamente uma peça sobre o processo de criação numa procura incessante de si próprio e dos outros. Sete intérpretes encontram-se para partilhar as suas pesquisas sobre a obra do realizador e criarem, coletiva ou individualmente, cenas que possam integrar um futuro espetáculo. À volta de uma mesa/ilha, fecham-se nos seus pensamentos, mergulhados nos computadores, nos livros, nos vídeos. Tudo nasce desse huis clos de criação: o som, a luz, as imagens, as ações e contradições, dramas, pesadelos e fantasmas. As camadas de representação acumulam-se, criando tramas dramatúrgicas onde se mistura a mentira com a verdade dos factos. A meio da noite é uma profunda homenagem a Ingmar Bergman, aos atores dos seus filmes e aos intérpretes desta Companhia.”

Olga Roriz

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA
Direcção Olga Roriz
Intérpretes André de Campos, Beatriz Dias, Bruno Alexandre, Bruno Alves, Catarina Câmara, Francisco Rolo, Rita Calçada Bastos

Selecção musical Olga Roriz, João Rapozo e intérpretes
Cenografia Ana Vaz
Figurinos Olga Roriz
Desenho de luz Cristina Piedade
Vídeo Olga Roriz, João Rapozo
Desenho de Som Sérgio Milhano (PontoZurca)
Apoio dramatúrgico Rita Calçada Bastos
Apoio vocal João Henriques

Tradução e elocução em Sueco Birte Lundwall
Assistente de ensaios Ricardo Domingos
Assistente de cenografia e figurinos Rita Osório
Pós-produção áudio e vídeo João Rapozo
Montagem e operação de luz João Chicó (Contrapeso)
Montagem e operação de som PontoZurca
Coproduçao Companhia Olga Roriz, Teatro Nacional São João, Teatro Municipal de Bragança
Apoio de produção Sociedade Portuguesa de Autores, AGEOP, RTP2, TAP, Embaixada de Portugal em Estocolmo
Parceiros Leopardo Filmes, Duplacena, Escola de Medicina Tradicional Chinesa
Inserido no programa da Fundação Ingmar Bergman para as comemorações do centenário do seu nascimento
Agradecimento TNSJ pela cedência de alguns figurinos
Duração aprox. 2h

Foto: Sérgio Claro

ANA MOURA | Tour MOURA, EUA Abril 2018

O fado de Ana Moura está a chegar aos Estados Unidos!

Acompanhem-nos!

4 Abril | VIRGINIA, Barns At Wolf Trap, Vienna
5 Abril | NOVA IORQUE, Town Hall
6 Abril | BOSTON, Berklee Performance Center
7 Abril | NEW BEDFORD, Zeiterion Performing Arts Center
9 Abril | MINNEAPOLIS, Dakota Jazz Club and Restaurant
10 Abril | CITY WINERY, Chicago
12, 13, 14 e 15 Abril |  SAN FRANCISCO, SF JAZZ

SET

HÁ MÚSICA NA CASA DA CERCA 2018

A 4ª edição do ciclo Há Música na Casa da Cerca tem início dia 24 de Março com a apresentação de Diogo Duque, na Galeria Principal da Casa, pelas 18h30.

Há Música na Casa da Cerca é um programa desenvolvido pela Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea em parceria com a PontoZurca – editora e produtora discográfica. Realiza-se entre março e setembro em vários espaços da Casa, apresentando uma seleção musical eclética nos formatos – Concertos Invisíveis; Concertos ao Pôr-do-Sol e Música nas Exposições.

Entrada Gratuita
Classificação etária: Para todos os públicos
Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea em Almada

Vídeo: estórias da nuvem
Foto (c) Florbela Salgueiro // MEMÓRIA DE PEIXE Concerto ao Pôr do Sol Julho 2017

ALINE FRAZÃO | Digressão a solo

A gravar o seu quarto álbum no Rio de Janeiro, Aline Frazão regressa aos palcos portugueses em Março com digressão a solo:

01.Março | Lisboa | B.Leza
03.Março | Ovar | Museu Julio Dinis
09.Março | Torres Vedras | Teatro-Cine
10.Março | Castelo Branco | Cine Teatro Avenida
16.Março | Tondela | ACERT
17.Março | Ponte de Lima | Teatro Diogo Bernardes

“Escolhi o Brasil e em especial o Rio porque é daqui que vêm as minhas mais importantes referências de discos neste formato intimista de canção, voz e violão. Também escolhi gravar no Rio porque é uma cidade que me inspira e me comove, de certa forma sendo parte da minha própria história. Desde o “Insular” [gravado na ilha escocesa de Jura] que mantenho a máxima de que o contexto afecta muito o resultado da gravação de um disco. Desta vez a minha ilha é o Rio e este estúdio no Jardim Botânico, onde me sinto mais perto das minhas influências musicais brasileiras mais solenes. Também tinha a necessidade de, desta vez, por fim, gravar um disco ao sul do mundo.”

Aline Frazão

Fotografia: Osmar Edgar

IM.PAR

SUNSET SUMMIT | WEB SUMMIT 2017

A PontoZurca foi convidada a apresentar-se na Sunset Summit – espaço de arte urbana Portuguese Art & Music – evento integrado na Web Summit 2017.

Dias 7 e 8 de Novembro entre as 16h e as 20h o evento apresenta bandas e artistas nacionais no Pavilhão de Portugal onde estão também representados: Azáfama – Produções Artísticas, GDA, Primetime Records, SPA, Turbina, WAM – We Are Music e Why Portugal.

Com produção técnica da NCS, o nosso agradecimento pelo convite.

LODO | apresentação do single PRISÃO

 

Os LODO são uma banda composta por quatro elementos que encontram a sua linguagem comum na combinação de influências do pós-rock de aquém (Riding Panico, Linda Martini) e além-fronteiras (If the Trees Could Talk, Mogwai, Russian Circles, Caspian).
Dois anos depois da sua primeira actuação, a banda foi finalista do NOS Live Act, que distingue projectos musicais emergentes, garantindo a sua actuação no Festival NOS Alive 2015. A apresentação regular dos temas da banda ao vivo em vários pontos do país, bem como a colaboração próxima com outros projectos musicais, asseguraram as condições necessárias para a gravação do primeiro trabalho da banda, em Dezembro do mesmo ano.

Preparam-se agora para o lançamento do segundo EP com a apresentação do single Prisão.

Realizado por Pedro Caldeira e Paulo Graça
com Miguel Sá Nogueira e André Santos
Uma co-produção Tripé e LODO

Direção de Fotografia: Paulo Martinho
Edição: Pedro Caldeira
Assistência de Produção: Ariana Santos

Excertos dos poemas “A.S.”, “Costela Comum” e “Segunda Oração” da obra “Outono Primário” gentilmente cedidos por Mara Silvério e narrados por Miguel Sá Nogueira

Música: LODO

Gravação, Mistura e Masterização: Sérgio Milhano no Estúdio PontoZurca

Agradecimentos: João Caldeira, Hugo Fernandes, Sofia Seno, Carla Dos Santos, Filipa Fernandes, Catarina Miranda e Susana Mendes

Rufino – Guitarra, Vozes, Teclas
Bernardo – Baixo, Vozes
Cotovio – Guitarra, Vozes
Carlitos – Bateria, Vozes

ANA BACALHAU | estreia álbum a solo

Em Janeiro Ana Bacalhau desvenda “Nome Próprio” no Teatro Tivoli BBVA e na Casa da Música

Janeiro é o mês escolhido por Ana Bacalhau para os concertos de apresentação do seu primeiro álbum a solo, “Nome Próprio”, em Lisboa e no Porto – nos dias 26, no Teatro Tivoli BBVA e 31, na Casa da Música. Datas que se juntam à praticamente esgotada noite em Loulé, e a Vila do Conde e Aveiro.

Em concerto, Ana Bacalhau será acompanhada por Luís Figueiredo (piano, teclados), Luís Peixoto (cavaquinho, bouzouki, bandolim), Zé Pedro Leitão (contrabaixo, baixo) e Alexandre Frazão (bateria, percussão).

Editado a 20 de Outubro, o álbum marca a aguardada estreia em “Nome Próprio” de uma das mais aclamadas intérpretes portuguesas da actualidade e tem vindo a revelar a energia contagiante e a boa disposição autêntica de que é feito. “Tenho bichos-carapinteiros. Também são carpinteiros, claro, mas, sobretudo, carapinteiros”, lembra Ana Bacalhau.

Agenda
3 de Novembro | Teatro Louletano, Loulé
25 de Novembro | Teatro Municipal de Vila do Conde
1 Dezembro | Teatro Aveirense, Aveiro
2 Dezembro | Casa das Artes, Vila Nova de Famalicão
9 Dezembro | Teatro Diogo Bernardes, Ponte de Lima
26 Janeiro | Teatro Tivoli BBVA, Lisboa
31 Janeiro | Casa da Música, Porto

MARAFONA | Concerto fim de Tour 2017 em Almada

A Marafona sobe ao palco do Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça, Fórum Romeu Correia em Almada dia 20 de outubro às 21h30.

A bilheteira vai reverter inteiramente para as vítimas dos incêndios em Oliveira do Hospital. A Marafona vai comprar bens como escovas e pasta de dentes, enlatados, pomadas e ligaduras para apoiar as mais de 100 famílias desalojadas. Estes bens serão directamente distribuídos pelas aldeias.
Os CDs vendidos neste concerto reverterão para o mesmo fim.

+ informações consulte o link

Marafona fim de Tour 2017 – Bilheteira reverte para vítimas dos fogos

Há Música na Casa da Cerca | PEIXE

Concertos ao Pôr do Sol no Parque de Escultura da Casa da Cerca em Almada

Sábado 30 de Setembro entrada gratuita
19h Playlist de: Nuno Calado (Radialista) – “Música para os Cinco Sentidos – Audição”
21.30h Concerto: PEIXE

Concertos ao Pôr do Sol
Realizam-se no Parque de Escultura da Casa da Cerca e convidam a disfrutar da bela vista sobre o Tejo acompanhada de música: uma playlist de um convidado; um concerto ao vivo.

vídeo: Estórias da nuvem

CARMEN SOUZA Concerto ao Pôr do Sol Agosto

ALINE FRAZÃO | Concerto na Casa das Artes Luanda

A cantora e compositora angolana Aline Frazão apresenta-se na Casa das Artes em Luanda no sábado, dia 23 de setembro. O espectáculo terá início às 21h00 e será um passeio pelo repertório dos seus três discos, “Clave Bantu”(2011), “Movimento” (2013) e “Insular” (2015). A cantora estará acompanhada por uma banda de luxo, composta por Toty Sa’Med (guitarra), Nino Jazz (teclado), Mayo (baixo), Ivan Campillo (bateria), Yasmanne (percussão) e Tchilo (backing vocals).

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa telf: 218807030 www.centroarbitragemlisboa.pt