PontoZurca

LATEST NEWS

MARAFONA | álbum “Está Dito” | Lançamento 4 de Março

A MARAFONA é um quinteto acústico composto por cordofones (viola, guitarra portuguesa, cavaquinho, campaniça e contrabaixo), percussões encimadas pela voz poderosa do cantautor Artur Serra e amiúde recorre ao seu coro masculino.

Como conta histórias as canções são quase visuais e a junção tímbrica de instrumentos e a variedade de arranjos transportam-nos por um périplo de cenários musicais inesperados ou para memórias escondidas.

Nos instrumentos tradicionais portugueses: Gonçalo Almeida na guitarra portuguesa, cavaquinho, campaniça e trancanholas; Artur Serra no adufe e berimbau.
Nos instrumentos ecléticos: Daniel Sousa na viola; Cláudio Cruz no contrabaixo.
Em ambas as categorias: Ian Carlo Mendonza na percussão.

Em Outubro de 2015 foi gravado o primeiro álbum da banda com o título ESTÁ DITO, produzido no estúdio PontoZurca gravado e misturado por Sérgio Milhano e masterizado no Elektropolis Mastering Studio por Uwe Teichert.

Participaram como músicos convidados: Ana Bacalhau (Deolinda), Mitó (Naifa) e Luís Peixoto (Júlio Pereira, Sebastião Antunes Trio). Pedro da Silva Martins (Deolinda) na escrita e composição da canção “Chovesse do tinto”.

Arte gráfica com ilustrações da artista Catarina Sobral.

capa_Marafona_PontoZurca

Apresentação de “Está Dito” nas lojas Fnac:

5 Mar | Fnac Alfragide | 17:00
11 Mar | Fnac Colombo | 18:30
11 Mar | Fnac Vasco da Gama | 21:30
12 Mar | Fnac Cascais | 17:00
12 Mar | Fnac Oeiras | 21:30
13 Mar | Fnac Almada | 17:00

vinil_Marafona_PontoZurca

marafona_contra_capa

26 Mar | Fnac Viseu | 16:00
26 Mar | Fnac Coimbra | 21:30
27 Mar | Fnac Leiria | 17:00
3 Abr | Fnac Chiado | 18:30
16 Abr | Fnac NorteShopping | 17:00
16 Abr | Fnac GaiaShopping | 22:00
17 Abr | Fnac Marshopping | 17:00

Acompanhem-nos!

Concerto de DEOLINDA ao vivo na TVi24 | Outras Histórias

“Os Deolinda estiveram este domingo no Jornal das 8 da TVI e na TVI24 para um concerto de apresentação do seu novo álbum, que se intitula “Outras histórias”, lançado a 19 de fevereiro.

No quarto trabalho discográfico dos Deolinda, registado em co-produção com João Bessa, destaque para as participações de Manel Cruz (Ornatos Violeta), que aparece em dueto com Ana Bacalhau, no tema “Desavindos” e de Riot (Buraka Som Sistema), numa inesperada colaboração em “A Velha e o DJ”. A Orquestra Sinfonietta de Lisboa, conduzida pelo Maestro Vasco Pearce de Azevedo, com os arranjos para cordas escritos por Filipe Melo, é outra das presenças no disco.”

Ana Bacalhau, voz
Luís da Silva Martins, guitarras, cavaquinho
Pedro da Silva Martins, guitarra
Sérgio Nascimento, percussão

Broadcast: Sérgio Milhano (PontoZurca)
Áudio estúdio: Ângelo Lourenço

Source: Deolinda | TVI Player

DEOLINDA | Digressão de apresentação de “Outras Histórias”

Os Deolinda anunciam a digressão do novo álbum “Outras Histórias” que tem data de lançamento prevista para 19 de Fevereiro.

Acompanhem-nos!!

26 FEV > VILA NOVA DE FAMALICÃO, Casa das Artes
27 FEV > VILA NOVA DE FAMALICÃO, Casa das Artes
18 MAR > PÓVOA DE VARZIM, CasinoPóvoa
19 MAR > BEJA, Pax Julia – Teatro Municipal
23 MAR > BRAGANÇA, Teatro Municipal de Bragança
26 MAR > ALBERGARIA-A-VELHA, Cineteatro Alba
31 MAR > LEIRIA, Teatro José Lúcio da Silva
08 ABR > CASTELO BRANCO, Cine-Teatro Avenida
22 ABR > LISBOA, Teatro Tivoli
24 ABR > LAGOA, Lagoa Wine Show – Centro Congressos do Arade
06 MAI > PORTO, Casa da Música
19 MAI > HEIST OD BERG, CC Zwaneberg BÉL
20 MAI > BRUXELAS, Palais de Beaux Arts BÉL
21 MAI > BEVEREN, CC Ter Vesten BÉL
28 MAI > SANTA MARIA DA FEIRA, Cine Teatro António Lamoso
04 JUN > LOULÉ, Cineteatro Louletano
10 JUN > A anunciar BRA
02 JUL > SÃO MIGUEL . Açores, Teatro Micaelense
29 JUL > BRAGA, Theatro Circo
29 OUT > VIANA DO CASTELO, Centro Cultural

deolindacapa_pontozurca

ANA MOURA | Concerto inédito disco MOURA | TVi24

Ana Moura, voz
Ângelo Freire, guitarra portuguesa
Pedro Soares, viola de fado
André Moreira, baixo e contrabaixo
Eurico Amorim, teclados
Mário Costa, bateria e percussões

Áudio | Sérgio Milhano (PontoZurca)
Video | TVI

℗ 2015 Universal Music Portugal, S.A.

O meu amor foi para o Brasil
letra e música: Carlos Tê

Ai Eu
letra: Pedro da Silva Martins | música: Pedro da Silva Martins e Luís da Silva Martins

Moura encantada
letra: Manuela de Freitas | música: Fado Cravo

Colecção Yetu – A Nossa Música | FESTin na Guiné Bissau

Dia 07 de Dezembro, às 18H, Yetu – A Nossa Música volta a ser exibido. Desta feita, na terra dos resistentes, na emblemática cidade de Bissau, no Centro Cultural Português, resultado de uma iniciativa conjunta do FESTin, do Instituto Camões e da Embaixada de Portugal na Guiné-Bissau.

Yetu_Pontozurca_Guine

Yetu – A Nossa Música parte do Projecto Documentar a Música de Angola, iniciado em Junho de 2013 sob encomenda do Banco de Desenvolvimento de Angola, instituição financeira pública tutelada pela Presidência da República de Angola a qual tem como objectivo apoiar o crescimento económico e sustentado do país à luz do Programa de Desenvolvimento Económico e Social do Governo e da Estratégia Nacional de Desenvolvimento de Longo Prazo.

A colecção documental organizada de forma cronológica está assente num processo de pesquisa e documentação recolhida junto de todo o tipo de fontes – orais, escritas e sonoras– com o objectivo de reunião, recuperação e colecção – em plataforma física e digital – dos mais relevantes clássicos da música de Angola.

Trata-se de uma colecção de autor, com a assinatura do Banco de Desenvolvimento de Angola e direcção editorial e de produção da exclusiva responsabilidade da UPF Comunicação e Relações Públicas que a realizou com total independência liberdade ideológicas as escolhas, sendo responsável pelos critérios de alinhamento.

De Yetu – A Nossa Música, constam três CD de música de Angola – i) Música Tradicional; ii) Música Urbana Pré-independência; iii) e Música Urbana Pós-independência e até ao virar do seculo XX – um DVD com o registo do processo do trabalho – no qual se incluem entrevistas a músicos e registos de pesquisas em arquivos – e um Catálogo comentado com breve exposição da História da Música de Angola.

Consta ainda um sítio online sob consulta em www.bda.ao/yetu.

  • Mastered
Fotografias de Gonçalo Villaverde

Júlio Resende, Sílvia Pérez Cruz & Moreno Veloso CCB

Júlio Resende | Fado & Further | 28 Novembro | Grande Auditório Centro Cultural de Belém

Com Sílvia Pérez Cruz e Moreno Veloso

Ângelo Freire na guitarra portuguesa e Joel Silva na bateria

“Três países no mesmo palco! Júlio Resende, Sílvia Pérez Cruz e Moreno Veloso. Três músicos apaixonados pela arte de fazer música. Pela canção. Pela invocação.
Júlio Resende recebeu a herança de Amália e dos seus dedos saiu uma nova abordagem ao fado. Sílvia Pérez Cruz é neste momento referenciada como uma das mais extraordinárias cantoras que Espanha já conheceu, visceral, autêntica, como Amália em Portugal. Moreno Veloso é o herdeiro dos deuses do samba, entre eles, seu pai, Caetano Veloso. Moreno tem um talento notável para a composição de canções e para as fazer vibrar na voz de um modo tão carinhoso e profundo como os seus antepassados.
Vinícius de Moraes dizia que “Para fazer um samba com beleza/É preciso um bocado de tristeza”. Quanta tristeza faz samba? E a alegria, também faz fado?

Três formas distintas de cantar e que, a partir de Júlio Resende, agora se juntam no mesmo palco, nessa pequena porção de espaço em que cada artista cria um mundo.”

JulioResende_SilviaPerezCruz_MorenoVeloso_PontoZurca

Desta Carne Lassa do Mundo | Teatro do Vão

Teatro do Vão | “Desta Carne Lassa do Mundo” baseado em “Romeu e Julieta” de William Shakespeare estará em cena no Picadeiro do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, em Lisboa de 16 a 22 de Novembro ás 22h.

“Desta carne lassa do mundo apresenta-se no agora, fundindo o mito que nos persegue de geração em geração com a vida urbana e o quotidiano para questionar o amor total. Convidam-se as personagens centrais de Romeu e Julieta para que com o público realizem um “warm up”, onde se encontram e desencontram num suave toque de lábios com a sagacidade e rapidez de uma grande cidade. É através da construção de uma nova dramaturgia para o texto de Shakespeare que mais do que tratar o amor trágico, se pretende trazer para a contemporâneidade a problemática do desejo e da erosão do amor nos nossos dias, pensando a insignificância da morte perante a felicidade do amor como motor de vida.”

Ficha Artística

concepção e direcção artistica Daniel Gorjão | assistência de encenação Maria Jorge  | interpretação Ana Sampaio e Maia, André Patricio, Carla Galvão, João Duarte Costa, João Villas-Boas, Miguel da Cunha, Miguel Raposo, Teresa Tavares, Vitor d’Andrade | apoio ao movimento Maria Carvalho | apoio à voz Luis Moreira | cenografia Bruno Terra da Motta | figurinos Daniel Gorjão | desenho de luz Miguel Cruz | som Miguel Lima (PontoZurca) | video Luis Puto | produção e direcção técnica Sara Garrinhas | produção executiva João Figueiredo Dias | comunicação João Pedro Amaral | fotografia Rui Palma

Melech Mechaya digressão em Espanha e Alemanha

Agenda Mechaya para as próximas semanas: Espanha e Alemanha!

Acompanhem-nos

· NOVO DVD · MELECH MECHAYA AO VIVO NO CCB
· DATA DE LANÇAMENTO: 23 DE NOVEMBRO
· ENCOMENDAS EM WWW.MELECHMECHAYA.COM

Música / Music
Mordechai Ben David

Arranjo / Arrangement
Melech Mechaya

Realização e Edição / Direction and Editing
Amândio Bastos

Direcção de Iluminação / Lights Direction
Sérgio Falcão

Operação de Iluminação / Lights Operation
Anabela Gaspar
Sérgio Falcão

Gravação e Mistura / Recording and Mixing
Sérgio Milhano (PontoZurca)

Assistente de Gravação / Recording Assistant
Tiago Romão (PontoZurca)

Câmaras / Cameras
André Bergano
André Gomes
Diogo Santos
Miguel Silva
Miguel Sebastiana
Nuno Candeias
João Sykes (grua)

Assistentes de câmara / Camera assistants
Ricardo Paulo
Stéphanie Leal
Miguel Afonso

Direcção Técnica & Captação de Imagem / Technical Direction & Imagem Capture
Luís Miguel Oliveira
Luís Ferreira

Marafona | gravação do primeiro álbum

Estão terminadas as gravações do primeiro álbum da MARAFONA.

Depois do EP Tia Miséria, Marafona convida Luís Peixoto, Ana Bacalhau e Mitó, Rodrigo Crespo, João Cleto,  Rui Aires, Luís Aveiro, Mário Silva, Ricardo Nogueira.

Cavaquinhos, guitarra portuguesa, viola, contrabaixo, campaniça, sanfona, vibrafone, adufe, tracanholas, chocalhos, berimbau de boca, cântaro, bilha, bombos beirões, caixa mirandesa, bateria tugó mexicana, vozes masculinas, duas vozes femininas, podem fazer adivinhar o que aí vem.

marafona

PETS Cia Olga Roriz | SIDance Festival Internacional de Dança em Seul

Festival SIDance | 5 Out

“PETS é um espectáculo sobre nós, seres afetuosos, facilmente domesticáveis, afeiçoados, dóceis e selvagens, perigosos e cruéis.
Falso! É um espectáculo onde nos propomos observar o inatingível.
O privado e o público. O quotidiano a rotina e os hábitos. O silêncio e a solidão. Os lugares apertados. O espaço sem espaço. A acumulação dos detritos. A reciclagem dos afectos, dos objectos, dos sentidos.
A azáfama e a inércia reciclada. As pequenas palavras. A procura dos nomes. As presas e as surpresas. O jogo de poderes. A sedução. O desejo. O domador e o domesticado. As funções e disfunções. A dependência. Reações e confusões. A vivência possível. A ironia de uma partilha forçada. A falsa privacidade. O engano. O acaso. Brincar como se fosse ao acaso.
Homens e mulheres afeiçoados por si próprios. Auto domesticados. Selvagens.
Um espaço interior com paredes, portas e janelas imaginárias. A luz é apenas uma memória. O som da cidade decepou-se no tempo. A clausura torna-se real.”

Olga Roriz
26 de Junho de 2011

 

Direcção, espaço cénico e figurinos
Olga Roriz

Intérpretes
Catarina Câmara
Maria Cerveira
Marta Lobato Faria
Bruno Alexandre
Pedro Santiago Cal

Selecção Musical | João Raposo e Olga Roriz 

Música
Arvo Part, Bonobo, Bebe, Caverna, Carlos Gardel, Eleni Karaindrou, Gotan Project, Joan Jeanrenaud, Jonny Greenwood, Pink Martini, The Chemical Broyhers, Wax Poetic.

Desenho de Luz | Cristina Piedade
Pós-produção áudio | João Raposo
Desenho e operação de som | Sérgio Milhano PontoZurca
Técnico de luz | Daniel Verdades
Assistente da Direcção Artística | André Louro
Assistente de cenários e figurinos | Maria Ribeiro

Director de produção | Pedro Quaresma
Produtor executivo | Teresa Brito

Lar, Doce Lar | Teatro Sá da Bandeira

O êxito “Lar, Doce Lar” está de regresso para alegria dos fãs porque Joaquim Monchique e Maria Rueff juntos em palco são garantia de gargalhada. Monchique e Rueff interpretam Estela e Lurdinhas, duas amigas que co-habitam na residência Antúrios Dourados.

Mais de um ano em cena com salas esgotadas por todo o país e estrangeiro, mais de 125 mil pessoas em ovações de pé e um incomparável êxito não deixam este espectáculo terminar.

Uma produção Força de Produção

Há Música na Casa da Cerca | Terraza

Estamos a chegar ao final da primeira edição do programa Há Música na Casa da Cerca.
No próximo sábado, 26 de Setembro, fechamos este ciclo com o último Concerto ao Pôr-do-Sol do ano. A partir das 19h a playlist de António Jorge Gonçalves toca nos jardins da Casa da Cerca, seguindo-se, às 21h30 o concerto de Terraza, e a partir das 22h30 o DJ set de Pedro Quaresma.
Vamos fechar o Verão com boa música!

hamusicanacasadacerca_PontoZurca

Há Música na Casa da Cerca | Eduardo Raon

A primeira edição de Concertos Invisíveis na Casa da Cerca está a chegar ao fim. Este será o último concerto deste ano. No próximo sábado, 12 de Setembro, pelas 17h, o harpista Eduardo Raon apresenta a peça “The Drive For Impulsive Actions” utilizando a harpa, o daxophone (instrumento inventado por Hans Reichel), computador e vídeo.

O concerto realiza-se na Capela da Casa da Cerca e a entrada é gratuita.

EduardoRaon_PontoZurca_hamusicanacasadacerca

Há Música na Casa da Cerca

No sábado 26 de Setembro realiza-se o Concerto ao Pôr-do-Sol:
19h >> “Música para Viajar” Playlist de ANTÓNIO JORGE GONÇALVES (ilustrador e autor de banda desenhada)
21.30h >> Concerto TERRAZA
22.30h >> DJ PEDRO QUARESMA (músico)

MARAFONA em estúdio

Iniciamos o mês de Setembro em estúdio com Marafona. Em breve bonitas canções.

“Conta-se um conto e porque não acrescentar um ponto.

Vai um dia, a boneca de trapos Marafona partiu de Monsanto para a cidade, levando na bagagem dois mundos: um mundo só dela e outro que adivinhava à descoberta. Chegada a Lisboa vestiu-se de cinco músicos. Estes todos, viriam a descrever as personagens presentes entre as saudades do campo e as descobertas na urbe.

MARAFONA não é Folk, não é Fado, não é Música Erudita, não é Jazz ou Blues, não é Pop, não é Intervenção, não é Poesia, mas é um pouco de tudo numa canção assumidamente portuguesa, redescoberta nas raízes populares dispersas pela urbanidade. Marcam a MARAFONA, as histórias cantadas, uma voz masculina grave e doce, percussões quentes e sedutoras, um périplo de melodias e harmonias entre a simplicidade e a irreverência, ritmos sedutores ou por vezes buliçosos, trazendo ao panorama musical uma nova sonoridade, de cariz único.”

JANITA SALOMÉ | Festa do Avante

«O Cravo e a Rosa» é o nome do espectáculo trazido por Janita Salomé. O concerto será uma viagem no tempo, intensa, viva, onde o autor, compositor e cantor se desvela, corporizando de forma amadurecida e intencional a sua faceta experimentalista. Neste périplo há espaço para recuar a temas que fazem história na música portuguesa contemporânea, passando pela recriação de canções tradicionais, para depois emergir, num assumido despertar, rumo aos universos musicais que tem vindo a conceber para o presente, alguns deles do álbum «Em nome da rosa».

5 Setembro | Auditório 1º de Maio
20,30h Festa do Avante


Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa telf: 218807030 www.centroarbitragemlisboa.pt