PontoZurca

LATEST NEWS

Trio EDNA | EP “Homenagem” gravado ao vivo

“Não Posso Mais” de Pedro Abrunhosa foi o tema escolhido como primeiro single do EP “Homenagem” de Trio EDNA, gravado ao vivo no estúdio PontoZurca.

Vozes: Francisco Vicente, Márcia Trabulo, Daniel Lemos
Guitarra eléctrica: Manel João Matos
Piano/Rhodes: André Gomes
Baixo eléctrico: César Correia
Bateria: Pedro “Mosca” Rodrigues

Gravação, Mix & Master: Sérgio Milhano / PontoZurca

Vídeo: Shaun Michael, Miguel Cardoso e João Paiva
Edição: João Paiva

Produção: tuff Agency
Booking: João Paiva joao@tuff.pt +351 910 500 055 http://www.tuff.pt/edna

ALINE FRAZÃO | Digressão a solo

A gravar o seu quarto álbum no Rio de Janeiro, Aline Frazão regressa aos palcos portugueses em Março com digressão a solo:

01.Março | Lisboa | B.Leza
03.Março | Ovar | Museu Julio Dinis
09.Março | Torres Vedras | Teatro-Cine
10.Março | Castelo Branco | Cine Teatro Avenida
16.Março | Tondela | ACERT
17.Março | Ponte de Lima | Teatro Diogo Bernardes

“Escolhi o Brasil e em especial o Rio porque é daqui que vêm as minhas mais importantes referências de discos neste formato intimista de canção, voz e violão. Também escolhi gravar no Rio porque é uma cidade que me inspira e me comove, de certa forma sendo parte da minha própria história. Desde o “Insular” [gravado na ilha escocesa de Jura] que mantenho a máxima de que o contexto afecta muito o resultado da gravação de um disco. Desta vez a minha ilha é o Rio e este estúdio no Jardim Botânico, onde me sinto mais perto das minhas influências musicais brasileiras mais solenes. Também tinha a necessidade de, desta vez, por fim, gravar um disco ao sul do mundo.”

Aline Frazão

Fotografia: Osmar Edgar

ACTORES | Encenação de Marco Martins

Actores é uma criação colectiva resultado de uma reflexão sobre o trabalho do actor nas suas variadas formas de expressão. Um espectáculo feito através dos relatos autobiográficos – mais ou menos diarísticos, de cada um dos intérpretes, a partir de textos por si representados ao longo dos anos, associando pulverizações narrativas de grandes clássicos com textos de novela ou anúncios de rádio e televisão. Ao todo, são mais de 40 textos de diferentes autores resultando numa dramaturgia paralela e num olhar retrospectivo sobre a vida de cada um dos intérpretes.

 

Encenação e Dramaturgia: Marco Martins
Apoio dramatúrgico: Alexander Gerner
Assistência de encenação: Guilherme Branquinho e Rita Quelhas
Direcção de produção: Mariana Brandão

Interpretação: Bruno Nogueira, Carolina Amaral, Miguel Guilherme, Nuno Lopes e Rita Cabaço

Cocriação: Marco Martins com: Bruno Nogueira, Luísa Cruz, Miguel Guilherme, Nuno Lopes e Rita Cabaço

Cenografia: Fernando Ribeiro
Desenho de luz: Nuno Meira
Sonoplastia: Sérgio Milhano
Figurinos: Isabel Carmona
Residência Artística: Oficina/ Centro de Criação de Candoso
Apoio: Fundação D. Luís I / Câmara Municipal de Cascais
Coprodução: Arena Ensemble, Teatro Nacional São João, Centro de Arte de Ovar e São Luiz Teatro Municipal

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa telf: 218807030 www.centroarbitragemlisboa.pt