PontoZurca

LATEST NEWS

Aline Frazão apresenta MOVIMENTO | Teatro São Luiz

“Se Aline Frazão, pelo seu trabalho e pelo seu percurso, prometia um óptimo espectáculo para a sua estreia no São Luiz, na noite de 31 de Janeiro, melhor cumpriu. Assente nos seus dois discos a solo, Movimento (o mais recente) e Clave Bantu (já mais rodado), o que a jovem cantora e compositora angolana apresentou em Lisboa foi um concerto soberbo, relevador do seu à-vontade nos palcos, da sua versatilidade e expressividade vocal e da notável veia criativa que preside às suas canções.

Aline teve a seu lado o trio com que habitualmente toca: Francesco Valente, contrabaixo e baixo eléctrico; Marcos Alves, bateria e percussão; Marco Pombinho, piano e Fender Rhodes mais um convidado, o guitarrista lisboeta João Pires (agora a viver, e a tocar, no Brasil), que ajudaram a explanar a paleta de timbres e cores que ela, também com eles, cria.”

in jornal Público

 


 


Os Idiotas | Digressão

Ficção ou realidade?

Nos últimos tempos, quantas vezes já deu consigo a perguntar onde acaba a realidade e começa a ficção?
Pois é. Segundo Os Idiotas essa fronteira não existe. Resultado? Tudo, mas mesmo tudo, pode acontecer. No mundo d’ Os Idiotas o facebook deixou de ser virtual e as pessoas, mesmo as “supostamente normais”, trocaram as gargalhadas por uma dúzia de LOLs.Longe vão os tempo em que os amigos bebiam um copo quando se juntavam. Agora levam armas e matam-se por dá cá aquela palha. Neste universo paralelo, há homens que afinal são mulheres que entretanto mudaram de sexo e jogos de computador que se instalaram na vida sem pedir autorização para fazer download.

Se no final desta comédia dectetar sintomas antes desconhecidos, não se preocupe. Esses sinais fazem parte do projecto de contaminação que Os Idiotas delinearam para o livrar desse semblante sério a que a rotina o condenou. Faça uma pausa…

Ver Os Idiotas é a melhor coisa que lhe pode acontecer.

Autor Idiots of Ants – Andrew Spiers, Elliott Tiney, Benjamin Wilson e James Wrighton

 Direcção Sónia Aragão e Ricardo Peres

Tradução Ana Sampaio

Cenário e Figurinos Marta Carreiras 

Música Alexandre Manaia

Desenho de Luz Paulo Sabino

Operação de Som Pedro Quaresma (PontoZurca)

 Interpretação Aldo Lima, José Pedro Gomes, Jorge Mourato e Ricardo Peres

Uma produção UAU

MELECH MECHAYA em estúdio

MELECH MECHAYA inicia gravação do novo disco!

Ana Bacalhau apresenta 15 | Casa da Música e Teatro São Luiz

15 celebra a música que ouviu entre os 15 e os 30 anos, idade em que se tornou «profissional da música». «Aos 15 anos, comecei a tocar guitarra e a cantar. Aos 30, fiz da música profissão. No espaço de 15 anos, fui encontrando canções e músicos que tiveram um impacto profundo em mim e que trago para este concerto, relembrando o percurso que trilhei, desde os tempos em que cantava sentada na cama, com a parede do quarto a fazer de público, até ao dia em que à minha frente estavam milhares de pessoas para me ouvir».

Pelos concertos passará repertório de Amália Rodrigues, José Afonso, Fausto, Elis Regina, Edith Piaf, Janis Joplin, Maria João, Mário Laginha, Odetta, Lotte Lenya, Pearl Jam, Harry Belafonte e Miriam Makeba.

12 e 13 Dez | Casa da Música | Porto

19, 20 e 21 Dez | Teatro Municipal São Luiz | Lisboa


Ana Bacalhau – ‘Lilac Wine’ (letra e música: James Shelton).

Músicos
Ana Bacalhau – voz
Mário Delgado – guitarra
Luís Figueiredo – piano, fender rhodes, nord
Zé Pedro Leitão – contrabaixo
Marcos Cavaleiro – bateria

Áudio: Sérgio Milhano PontoZurca
Luzes: Fred Rompante
Vídeo: Amândio Bastos

Videoclip retirado do concerto no Jardim de Inverno do Teatro São Luiz, em Dezembro de 2013.

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa telf: 218807030 www.centroarbitragemlisboa.pt